FOCUS Brasil Roma – Painel Afrodescendentes.

Criado em 1997 pelo jornalista e produtor Carlos Borges, o Brazilian International PRESS AWARDS se tornou, com o passar dos anos, numa das mais relevantes celebrações da cultura brasileira no âmbito internacional.
Em 2011 o evento se expandiu para a Europa (Londres) e Ásia (Tokyo), tornando-se efetivamente a mais abrangente celebração do talento e presença brasileira no exterior.
Em 2012 o evento celebra o 15º aniversário de realização de sua edição norte-americana, e também os décimo aniversário de parceria com o Broward Center for the Performing Arts.
Desde sua criação a iniciativa tem uma missão claramente definida: homenagear as personalidades, instituições e iniciativas comprometidos com a promoção artística, cultural e imagem positiva do Brasil.
O processo de indicações e premiação do PRESS AWARDS envolve quatro etapas:
  • Primeira: aberta ao público em geral através da Internet, são recebidas centenas de sugestões de indicados através do site oficial
  • Segunda: com base nessas sugestões, o Board do Press Awards elabora a lista dos pré-indicados, que vão a voto popular pelo site oficial
  • Terceira: O voto popular define os indicados em cada categoria.
  • Quarta: o Colégio Eleitoral, formado por representantes das mídias, lideranças e representantes de entidades culturais e comunitárias brasileiras de cada região escolhe, entre os indicados, os ganhadores da temporada.
Ao longo dos anos, o prêmio tem reconhecido centenas de personalidades, entidades e iniciativas. Igualmente tem consagrado alguns dos mais importantes nomes da Cultura Brasileira de todos os tempos, agraciados com o “Lifetime Achievement Award”

Arte, Educação em Questão

AFROSSÁ – UM MODELO POPULAR DE EDUCAÇÃO ATRAVÉS DA ARTE

Mediação: Solange Simões, educadora artista pesquisadora e coordenadora geral do Programa de Arte e Educação Integral do Projeto Mundo Novo; especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas pela Universidade de Brasilia; Diretora Teatral do Grupo Trapos e Cia.; Pedagoga pela Universidade Federal da Bahia; Produtora Cultural.

O Projeto Mundo Novo é um Programa de Arte Educação que realiza diversas vivências artes educativas para crianças, adolescentes e jovens. Iniciou as ações, em 1998, em Salvador Bahia, na Comunidade da Vila Rui Barbosa e em 2000 no Espaço Cultural Trapos e Cia., Pelourinho, sob coordenação de Solange Simões (Educadora Artista; Diretora Teatral; Especialista em Arte, Educação; Pedagoga e Produtora Cultural).

O principal objetivo da proposta é conectar pessoas, artistas educadores baianos, nacionais e internacionais, para criar uma rede de comunicação que possa impulsionar os debates sobre os desafios da Educação em Artes na Contemporaneidade, como Expressão e Produção (ato de criação) e processo de fruição do Conhecimento. Também, a construção de projetos coletivos para financiamentos, como, ampliar a inserção social de propostas de educação artística e cultural em diversos espaços das comunidades populares e fortalecer a manutenção de atividades.

Espera – se com os encontros aprofundar os debates sobre: a Essência da Arte e as Diversidades de expressões; a sua importância como Caminho possível para o Autoconhecimento do Ser Pleno; a sua Pedagogia e a Dimensão Estética da Arte na Educação; os diversos Ensinos das Artes, conforme a cultura; os conceitos, concepções e práticas pedagógicas nas escolas e na demanda social e as diversas maneiras de aprendizagens. Bem como, a importância da inserção do conceito de Humanidade na educação brasileira, educação política e a ancestralidade com a descolonização do ensino das artes.

transmissão ao vivo https://streamyard.com/6skwkk6afg
Projeto Mundo Novo
@projetomundo.novo

Social entrepreneurship and key competences for health ERASMUS+2019

Beneficiario SINTAGMI IMPRESA SOCIALE 2019 – 2021 https://www.sintagmi.it/social-entrep…

– Mobilità “di insegnamento-formazione all’estero” L’occasione per collaborare con l’impresa sociale è rappresentato da scambi intercorsi fin dal 2019 al fine di sperimentare, da parte di Sintagmi e i collaboratori volontari, nuovi approcci e linguaggi nell’educazione degli adulti in campo sociale. Date della mobilità: from 18 to 24 February 2020 Grecia – QUILOMBO LAB SERVION 8 10441 ATENE http://www.quilombo.gr/

Attività proposte:

– Danza, tecnica, laboratorio e fusione artistica per la danza contemporanea, analisi di simboli, segni, aspetti culturali e composizione.

– Interdisciplinarietà artistica e culturale: analisi dei “miti” e della storia dei popoli, attraverso simbologie e movimenti scenici.

– UPP,  Universo percussivo dei popoli

A cura di: Carlos Ujhama Marques Membro dell’International Dance Council CID / UNESCO, professore e direttore artistico.

Brazilian Dance Concept – Afrossá | São Paulo/BR.

Estimulando o apoio a iniciativas de formação, intercambio e difusão cultural no Brasil e no exterior, o IABACE – Instituto Afro Brasileiro de Artes Cultura e Educação vem comunicar mais um ciclo de atividades com o objetivo de promover a valorização das expressões e manifestações culturais afro-brasileiras, através da dança.

AFROSSÁ BDC – PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DA DANÇA estará sendo apresentado, pela primeira vez, na acidade de SÃO PAULO entre os dias 12 e 22 de dezembro.

Escolas de dança, grupo culturais, companhias e coletivos poderão apresentar propostas para a realização de atividades e encontros com o Professor Carlos Ujhama (Membro do #CID, fundador do IABACE e colaborador internacional no Spazio Seme – Centro Artistico Internazionale | IT)

Interessados na organização de encontros, workshop e oficinas podem enviar propostas para o e-mail:

– info@iabacebahia.com

Saiba mais através do nosso portal: www.iabacebahia.com

Axé!

Vídeo Afrossá BDC – Rio de Janeiro | 2019

O IABACE – Instituto Afro Brasileiro de Artes Cultura e Educação realizou entre os dias 26 e 27 de Novembro, no Teatro Angel Viana (Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro) o “Programa Internacional de Estudos em Dança Afro Brasileira – AFROSSÁ BDC, com a participação do Prof. Carlos Ujhama (Membro do Conselho Internacional de Dança CID/UNESCO).

As atividades fizeram parte da programação do “1° Seminário Territorial de Danças Afro Brasileiras “ENTRE RIOS E BAÍAS – Legado, Resistência e novas Tecnologias”, que promoveu palestras destinadas ao conhecimento, reelaboração de conceitos atuais e novas metodologias sobre as danças afro brasileiras, bem como oferecer ao público práticas envolvendo o corpo negro, sua estética e performances como um segmento da cultura negra em diálogo com as linguagens artísticas da dança e do teatro.

Realização: IABACE – Instituto Afro Brasileiro de Artes Cultura e Educação – CID/UNESCO; Vera Lopes “Produção e Consultória; Escola Estadual de Teatro MARTINS PENNA; DNAE – Dança Negra Arte e Educação. Apoio: FUNARTE – Fundação Nacional das Artes; CEDINE – Conselho Estadual dos Direitos do Negro; Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro (Teatro Angel Viana – BR).

Vídeo – Afrossá BDC – Rio de Janeiro/2019.

“Entre Rios e Baías” | Rio de Janeiro, Brasil.

O coletivo Dança Negra Arte e Educação tem o prazer de lhe convidar para o primeiro “Seminário Territorial de Dança Afro Brasileira ENTRE RIOS E BAÍAS | Legado – Resistência – Novas Tecnologias”

A programação terá inicio no dia 26 de Novembro, no Teatro Angel Viana, como o Programa de Estudos em Dança Afro Brasileira, que oferecerá ao público oficinas de dança afro brasileira e roda de conversas com profissionais de reconhecimento nacional e internacional. Além de servir como um percurso de qualificação profissional para novos multiplicadores.

Dando seguimento a programação, será realizado, no Teatro Cacilda Becker, o “Entre Rios e Baías – Seminário de Danças Afro-Brasileiras. – legado, resistência e novas tecnologias”, nos dias 29 e 30 de novembro e 01 de dezembro.

A programação do seminário traz palestras destinadas ao conhecimento, reelaboração de conceitos atuais e novas metodologias, práticas envolvendo o corpo negro, sua estética e performances como um segmento da cultura negra em diálogo com as linguagens artísticas da dança e do teatro. Também serão oferecidas oficinas de dança e espetáculos.

Os artistas, produtores culturais, estudantes e participantes interessados na temática afro e diáspora africana estão convidados a viajarem conosco neste universo, tendo em perspectiva a cultura corporal nas produções brasileiras a nível nacional e internacional.

Siga a nossa programação e inscreva-se!

Organização: DNAE – Dança Negra Arte e Educação