Escola Internacional de Dança Afro Brasileira

 

O aprofundamento sobre o comportamento estético da sociedade afrodescendente, no Brasil, realizado por estudantes de dança da cidade de Salvador – Bahia, teve início em 1971 com a chegada da professor, bailarino e coreógrafo norte-americano Clady Morgan, que chegou a cidade a convite da Universidade Federal do Estado da Bahia, com o objetivo de implementar novas técnicas e conceitos cênicos da arte moderna naquele núcleo acadêmico. Associando-se a jovens que até então participavam como dançarinos apenas em grupos folclóricos, o Professor Morgan introduz seus conhecimentos artísticos e profissionais que utilizam as técnicas do balé clássico e da dança moderna, como as derivadas de Martha Graham e Jose Limon, por o treinamento técnico deste novo núcleo de pesquisa. É nesse ambiente que emerge, em 1976, Raimundo Bispo dos Santos (conhecido como Mestre King), o criador da dança afro-moderna no estado da Bahia.

Escolher a dança como atividade profissional é reconhecer sua importância como área de conhecimento autônoma e seu potencial na construção de uma sociedade mais justa, crítica e criativa. Não é um caminho fácil, mas as recompensas pessoais ultrapassam em muito as dificuldades. Sendo assim, esperamos que você tenha um excelente aproveitamento no curso e que ele seja um meio de desenvolvimento pessoal, artístico e pedagógico.

Incluir estudos voltados para a cultura indígena e afro-brasileira não é somente reconhecer a importância dessas etnias na formação do povo brasileiro pelas suas lutas e resistências, mas valorizar a riqueza do conjunto de saberes que contribuíram para a manutenção da tradição em consonância com a contemporaneidade, ultrapassando a fronteira do eurocentrismo, do preconceito e do racismo, que ainda perduram.

Neste contexto, a dança como linguagem de emancipação e ação política assume seu lugar de empoderamento e se faz visível, mesmo aos olhos daqueles que não querem ver.

Um forte abraço e caminhos sempre abertos!

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

LICENCIATURA EM DANÇA

ESCOLA DE DANÇA

Salvador/2018.

DANÇAS INDÍGENAS E AFROBRASILEIRAS – Marilza Oliveira